Procure no blog:



Femina

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Os teus beijos são tão doces,
de mel teus lábios serão?
Ou são ainda o pólen das flores
que esperou ansioso que fosses
libertar teus profundos amores
para me dares teus beijos em mão?

O teu sorriso é o sol que aurora,
primeiro tímido entre as montanhas,
depois maroto no seu calor,
no alto, então, em quente hora
clamando a si egoísta todo o amor,
os desejos e as vontades tamanhas.

O teu toque é leve e profundo
num arrepio que por dentro se sente,
lembrando adormecidos sentimentos
que acordam no viver do teu mundo
e me fazem sonhar nos momentos
em que acordo com teu corpo presente.

Os teus olhos são teu mundo
onde viajo sem me perder
por nele encontrar meu reflexo
de paixões num rio sem fundo
onde nada quero e o meu único nexo
é a vontade de não te esquecer.